domingo, 31 de janeiro de 2010

Ambientalistas querem deixar Araranguá livre da mineração de carvão.



Ainda na visita a Araranguá, no último dia 28, o ambientalista e Secretário de Educação de Gravatal Ademir Milo Motta da Silva também conversou com o coordenador da ONG Sócios da Natureza, Tadeu dos Santos. A ONG faz parte do movimento contrário a extração de carvão em Araranguá e também acompanha a tramitação do projeto de lei de autoria vereador Eduardo Merêncio.
Milo e Santos, que são militantes ambientalistas desde a década de 80, dialogaram em sintonia e traçaram ações no sentido de fortalecer o movimento na região. Eles entendem que a principal luta planetária está em livrar nossa economia da dependência dos combustíveis fósseis, que são grandes causadores do efeito estufa. É necessário construir um desenvolvimento sustentável, com uma economia centrada em tecnologias limpas e geradora de benefícios sociais a todas as pessoas indistintamente.
Em conclusão a mineração de carvão não combina com a vocação turística, pesqueira e agrícola de Araranguá e estaria também em desacordo com a necessidade planetária de uso de combustíveis menos poluentes.

0 comentários:

Postar um comentário

  ©Milo 1320.Site melhor visualizado em 1024x768 ou 1152x864

Modificado por Junior